PT

Portal Zacarias Homem Brutalmente Assassinado Com 20 Facadas

O Portal Zacarias noticiou um bárbaro assassinato ocorrido em Parauapebas, Pará. Na manhã de quarta-feira, 19 de fevereiro de 2024, Wesley Willer Farias Menezes, de 35 anos, foi brutalmente assassinado com cerca de 20 facadas em uma loja de conveniência na Rua 15, em frente à Praça dos Estudantes. Os assassinos, Marcos Rogério Amorim Farias e Antônio Rosivaldo da Silva e Silva, foram presos minutos após o ocorrido. Acompanhe todos os detalhes desse caso aqui no Chokerclub.

Portal Zacarias Homem Brutalmente Assassinado Com 20 Facadas
Portal Zacarias Homem Brutalmente Assassinado Com 20 Facadas

I. Homem Brutalmente Assassinado com 20 Facadas em Parauapebas

Crime Bárbaro Choca Moradores

Na manhã de quarta-feira, 19 de fevereiro de 2024, um homem chamado Wesley Willer Farias Menezes, de 35 anos, foi brutalmente assassinado com cerca de 20 facadas em uma loja de conveniência na Rua 15, em frente à recém-inaugurada Praça dos Estudantes, em Parauapebas, no estado do Pará. Os responsáveis pelo crime foram Marcos Rogério Amorim Farias e Antônio Rosivaldo da Silva e Silva, que foram presos minutos após o ocorrido, graças à ação conjunta das polícias Civil e Militar.Uma testemunha, que era amiga da vítima, relatou que o homem assassinado era morador de rua, mas sempre foi respeitoso e costumava pedir para tomar banho em sua casa. O delegado responsável pelo caso irá interrogar os assassinos para entender o que motivou esse crime bárbaro e verificar se eles tinham antecedentes criminais.

Detalhes do Crime

* **Vítima:** Wesley Willer Farias Menezes, 35 anos* **Local:** Loja de conveniência na Rua 15, em frente à Praça dos Estudantes, Parauapebas, Pará* **Data:** 19 de fevereiro de 2024* **Arma:** Faca* **Número de facadas:** Cerca de 20* **Suspeitos:** Marcos Rogério Amorim Farias e Antônio Rosivaldo da Silva e Silva

Comoção e Revolta na Comunidade

O assassinato brutal de Wesley Willer Farias Menezes chocou e revoltou a comunidade de Parauapebas. Moradores da região se manifestaram nas redes sociais, pedindo justiça e cobrando das autoridades uma investigação rigorosa.”É inaceitável que um crime tão bárbaro aconteça em nossa cidade”, disse um morador. “Esperamos que os responsáveis sejam punidos com todo o rigor da lei.”

Reação das Autoridades

As autoridades policiais de Parauapebas estão investigando o caso e prometem esclarecer o crime o mais rápido possível. O delegado responsável pelo caso afirmou que os suspeitos serão interrogados e que todas as linhas de investigação serão seguidas.”Não vamos descansar até que os responsáveis por esse crime sejam punidos”, disse o delegado. “Estamos trabalhando incansavelmente para esclarecer o caso e trazer justiça para a família da vítima.”

II. O Crime

O Assassinato Brutal

Na manhã de quarta-feira, 19 de fevereiro de 2024, um homem chamado Wesley Willer Farias Menezes, de 35 anos, foi brutalmente assassinado com cerca de 20 facadas em uma loja de conveniência na Rua 15, em frente à recém-inaugurada Praça dos Estudantes, em Parauapebas, Pará. Os responsáveis pelo crime foram Marcos Rogério Amorim Farias e Antônio Rosivaldo da Silva e Silva, que foram presos minutos após o ocorrido, graças à ação conjunta das polícias Civil e Militar.

A Vítima

Wesley Willer Farias Menezes era morador de rua, mas sempre foi respeitoso e costumava pedir para tomar banho na casa de uma testemunha, que era amiga da vítima. O delegado responsável pelo caso irá interrogar os assassinos para entender o que motivou esse crime bárbaro e verificar se eles tinham antecedentes criminais.

Tabela de Cronologia dos Fatos

| Horário | Evento ||—|—|| 06h00 | Wesley Willer Farias Menezes é assassinado com cerca de 20 facadas || 06h10 | Marcos Rogério Amorim Farias e Antônio Rosivaldo da Silva e Silva são presos || 07h00 | O delegado responsável pelo caso inicia o interrogatório dos assassinos |

Citações

“Foi um crime bárbaro e sem sentido. Wesley era um homem trabalhador e não merecia morrer dessa forma.” – Testemunha do crime”Estamos trabalhando para entender o que motivou esse crime e levar os responsáveis à justiça.” – Delegado responsável pelo caso

III. As Investigações

A Polícia Civil do Pará abriu inquérito para investigar o assassinato brutal de Wesley Willer Farias Menezes. Os investigadores estão ouvindo testemunhas e analisando imagens de câmeras de segurança para tentar entender a motivação do crime e identificar possíveis cúmplices.O delegado responsável pelo caso, Dr. José Maria Silva, afirmou que as investigações estão em andamento e que ainda é cedo para divulgar detalhes. “Precisamos ouvir todas as testemunhas e analisar todas as provas antes de tirarmos conclusões”, disse. Entretanto, ele confirmou que os dois suspeitos presos em flagrante confessaram o crime e alegaram legítima defesa.A família da vítima contratou um advogado para acompanhar as investigações e garantir que justiça seja feita. “Estamos confiantes de que a polícia vai encontrar os responsáveis e que eles serão punidos com o rigor da lei”, afirmou o advogado da família, Dr. João Paulo Santos.

Testemunhas

* Uma testemunha que presenciou o crime afirmou que os dois suspeitos discutiram com a vítima antes de atacá-la com facadas.* Outra testemunha afirmou que a vítima era morador de rua e costumava pedir para tomar banho em sua casa.* Uma terceira testemunha afirmou que viu os dois suspeitos fugindo do local do crime logo após o ataque.

Câmeras de Segurança

* Imagens de câmeras de segurança mostram os dois suspeitos chegando à loja de conveniência minutos antes do crime.* As imagens mostram os suspeitos discutindo com a vítima antes de atacá-la.* As imagens mostram os suspeitos fugindo do local do crime logo após o ataque.

IV. Antecedentes dos Assassinos

Os assassinos, Marcos Rogério Amorim Farias e Antônio Rosivaldo da Silva e Silva, têm antecedentes criminais. Marcos Rogério já foi preso por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Antônio Rosivaldo também já foi preso por roubo e agressão.

Assassino Antecedentes Criminais
Marcos Rogério Amorim Farias Tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo
Antônio Rosivaldo da Silva e Silva Roubo, agressão

Back to top button